Fique por dentro das notícias do IES

    O Efeito da Idade Relativa (Relative Age Effect)

    Quem já esteve envolvido em esporte de competição já deve ter ouvido sobre o caso de algum jogador muito bom técnica e taticamente e que não foi aprovado nas avaliações por ser mais baixo ou mais fraco fisicamente. Essa diferença em estatura e força, muitas vezes está ligada a um fenômeno conhecido como Efeito da Idade Relativa (Relative Age Effect).

    O efeito da idade relativa demonstra que no Esporte de Alto Rendimento há mais atletas nascidos nos primeiros meses do calendário, do que atletas nascidos no últimos meses. Isto provavelmente ocorre, porque em um período entre a infância e adolescência, os garotos nascidos nos primeiros meses levam de alguma forma uma vantagem física (força, velocidade e estatura) e cognitiva, já que dependendo dos casos, pode haver uma diferença de até 300 dias entre eles e os nascidos no final do ano (só para deixar bem claro, na verdade, o problema não é a data de nascimento, mas sim as datas de corte das competições, já que em alguns países os anos das categorias acompanham o calendário escolar, o que não impede o efeito da Idade relativa).

    Principalmente para esportes de invasão (onde há “luta” por espaço), a vantagem física, como força e velocidade, influencia diretamente na diferença de performance dos jovens jogadores. Já em relação ao desenvolvimento cognitivo, isso parece influenciar no entendimento de jogo, nas demandas dos professores, e também na autoestima. Assim sendo, os jogadores nascidos no primeiro semestre, não só possuem uma vantagem “física” como comportamental.

    Vale lembrar, que este não é só um fenômeno brasileiro, ou do futebol. Um estudo com jogadores das categorias de base da “Premier League”, mostrou que 75% eram nascidos nos seis primeiros meses das suas respectivas categorias. Segundo o professor Marcelo Massa, da Universidade de São Paulo (USP), este é um fenômeno que também ocorre em outros países, com outras modalidades e também em outras áreas do conhecimento. Porém, no futebol, o efeito da idade relativa parece ser mais evidente em posições como goleiros e defensores, onde a estatura é determinante.

    Leia também: Ex-goleiro da seleção brasileira de Futsal, Lavoisier exalta parceria entre IES e Carlos Barbosa Futsal – ACBF

    Leia também: Elaborando um bom plano de aula para treinos de Futsal e Futebol de Campo

    Leia também: A importância da Certificação para o treinador de futebol

    O resultado direto é que jogadores com grande potencial acabam ficando fora do sistema, dando lugar a outros mais fortes e mais rápidos naquele momento, características que provavelmente não se apresentarão desta forma na idade adulta. Mesmo os jogadores nascidos no segundo semestre ou com desenvolvimento tardio que não deixam de treinar e jogar, na sua grande maioria acabam tendo um tempo de exposição de jogo e aos treinos com os melhores treinadores, menor que seus companheiros nascidos no primeiro semestre, criando uma desigualdade de oportunidades. Atletas que na infância e adolescência praticam mais de uma modalidade e se encontram nesta situação desigualdade, tendem a optar por outra modalidade, já que não ganham muita oportunidade no Futebol.

    Bom, mas o que no dia-dia o professor ou treinador pode fazer para saber se as diferenças entre seus atletas ocorrem em função do efeito da idade relativa?

    A maneira mais simples é ter a data de nascimento em mãos. Com isso, já se pode ter uma ideia da diferença de meses no desenvolvimento físico, cognitivo, assim como do tempo de pratica, que indiretamente está relacionado com o entendimento de jogo.

    Outra forma muito usada pelas equipes brasileiras para entender o efeito da idade relativa é medir a maturação biológica através do Raios-X de punho. Porém, este método tem custo e depende da disponibilidade de transporte, hospital e de um especialista para avaliar e comparar o Raios-X com um padrão ouro.

    Muitas federações e clubes europeus estão usando outras avaliações como o Khamis Roche Method e o Mirward Maturity Offset para dividirem e trabalharem seus grupos de atletas, conforme o nível de desenvolvimento maturacional (leia aqui uma matéria da revista da UEFA que trata também desse assunto).

    Em algumas federações, já até podemos ver algumas ações interessantes, como torneios e festivais onde só jogadores com desenvolvimento maturacional tardio participam, aumentando a exposição ao jogo, contribuindo para seu desenvolvimento técnico, de conhecimento de jogo e também sua autoestima. O que se procura nestes casos é fugir da vantagem física, tendo então que se observar as soluções técnicas, táticas e comportamentais.

    Os colegas que tem acompanhado nossos posts tem percebido a nossa preocupação em trazer informações relevantes quanto ao trabalho de desenvolvimento de novos atletas. Entender a fase de desenvolvimento e a maturação dos jogadores, também é, no nosso entendimento, algo crucial para podermos proporcionar a melhor experiência possível para os jovens jogadores.

    Até a próxima!

    por Luis Fernando Paes de Barros

    Mestre em educação Física e pesquisador do Laboratório de Performance no Esporte na USP, integrou as seleções do Chile e Qatar e ministrou diversas clínicas e cursos de Futsal pelo mundo, inclusive para THE FA (Federação Inglesa de Futebol) em 2014 e 2015. Foi técnico da base de Futebol de campo no Santos FC de 2013 a 2015 e do Palmeiras até 2016, quando foi convidado pelo Agleymina Hamamatsu, clube de primeira divisão do Futsal Japonês, para coordenar o time profissional e de base.

    logo ies gd bcIES - International Evaluation System
    Av. Rio Branco, 257 - Cj 902 - Centro
    200040-009 | Rio de Janeiro - RJ 

    Últimos Artigos no Blog

    24
    Set2019

    Nova parceira do IES, My Soccer Academy realiza primeiro evento de avaliação de desempenho utilizando a ferramenta

    O IES segue ganhando clientes e marcando presença em eventos de avaliação de desempenho de jovens at...

    19
    Set2019

    IES fecha mais uma parceria nos Estados Unidos

    O IES segue expandindo seus negócios pelo mundo, com foco no mercado dos Estados Unidos. O novo parc...

    O Aplicativo IES

    bt google store

    bt apple store

     

    © 2017 IES. Todos os direitos reservados.

    Busca no site