Fique por dentro das notícias do IES

    Uma análise sobre as mudanças nas regras do Futsal

    (Foto: Ricardo Artifon/CBFS)

    A FIFA anunciou nas últimas semanas quatro mudanças nas regras oficiais do Futsal. Estas alterações foram aprovadas em assembleia realizada na última UEFA EURO FUTSAL e ainda precisam ser homologadas pela FIFA antes de serem adotadas em torneios oficiais.

    Para os salonistas mais antigos, algumas mudanças propostas são um retorno às regras do Futebol de Salão. O curioso é que foi justamente quando a FIFA assumiu o controle do Futebol de Salão (em 1989) e mudou o nome para Futsal, que tais regras foram modificadas para as que usamos atualmente, como o lateral com os pés. Portanto, para muitos, as mudanças são um retrocesso e na prática não se traduzirão em maior número de gols.

    Cadastre-se e saiba mais sobre o IES Football.

    As mudanças sempre causam estranhamento e todos necessitam de um tempo de adaptação. Certamente haverá uma modificação no comportamento tático das equipes, procurando justamente esta adaptação às novas exigências do jogo.

    Vamos às mudanças propostas:

    1 – Laterais e escanteios poderão ser cobrados com os pés, como feito atualmente, ou com as mãos. A decisão fica à critério do jogador.

    O lateral com as mãos proporcionava belos gols e jogadas ensaiadas, no antigo futsal. A decisão ficar à cargo do batedor, pode sim acelerar o jogo, mas a cobrança com as mãos direto dentro da área pode trazer o risco de choques na cabeça, que são hoje alvo de muitas pesquisas em diversas modalidades, devido às sequelas que podem deixar (motivo de preocupação nas categorias de iniciação). Será interessante observarmos as adaptações defensivas a esta nova regra.

    2 – Goleiro linha só poderá ser utilizado pela equipe que estiver perdendo a partida.

    Esta é outra mudança polêmica. Hoje, na grande maioria, a utilização do goleiro linha se dá quando a equipe está em desvantagem no marcador. Mas, pode haver casos onde, dependendo do regulamento, uma equipe necessite uma vitória por uma diferença grande de gols. Havendo esta modificação, por estar em vantagem no marcador, esta equipe não poderá utilizar o goleiro linha. Esta parece uma mudança que precisa ser corrigida.

    Se a preocupação é não permitir a utilização do goleiro linha apenas como manutenção da posse bola pela equipe que está à frente do placar, poderíamos adotar regras de outras modalidades, como não poder retornar a bola ao campo de defesa quando estiver utilizando o goleiro linha, ataque passivo (que é muito subjetivo), ou mesmo tempo cronometrado para finalizar, com perda da posse de bola.

    3 – Goleiro não poderá mais lançar a bola diretamente ao campo adversário. Ela deverá tocar na sua quadra de defesa antes de chegar ao ataque.

    Os salonistas mais antigos lembram bem do período em que o Futebol de Salão já era jogado com esta regra. Havia goleiros com técnica de lançamento perfeita, onde a bola corria a quadra com muita intensidade, chegando normalmente ao pivô que se posicionava no campo adversário. Esta mudança deve dificultar a saída de bola em tiro de meta, o que provavelmente vai nos propiciar novos padrões de saída de bola. Antigas jogadas também devem sair do baú e retornarem às quadras.

    Uma modificação nesta nova regra que talvez pudesse trazer mais dinamismo ao jogo, seria a liberdade do goleiro em lançar a bola diretamente à quadra adversária no caso de defesa. Isto manteria o padrão de reposições rápidas com defesas em desequilíbrio.

    4 – Aumento de 3 para 5 batedores em cobranças de penaltis.

    Esta modificação trará uma competitividade maior nas cobranças, dando mais oportunidades às equipes (aquela que perder uma cobrança logo de início, passar a ter mais oportunidade de recuperação).

    Toda mudança nas regras causa também uma modificação nos sistemas ofensivos e defensivos. Como dissemos anteriormente, será interessante observar essas modificações e a velocidade de adaptação das equipes.

    Pesquisas demonstram que o número de países e de praticantes de futsal vem crescendo muito nos últimos anos. Isto, por si só, já parece ser um demonstrativo do quão dinâmica e atraente é esta modalidade. Mudanças nas regras, baseadas em pesquisas, podem ocorrer sempre. A pergunta agora que todos fazem é: Essas mudanças nas regras vão mesmo impactar positivamente a dinâmica do jogo acarretando um aumento no número de gols marcados por partida? Além disso, justamente devido ao boom que o futsal vem sofrendo, seria este o momento ideal para uma mudança em regras que impactarão tão profundamente no jogo?

    Bom, só com o tempo teremos estas respostas. Fiquem à vontade para opinar!

    Cadastre-se e saiba mais sobre o IES Football.

     

    Por Luis Fernando Paes de Barros

    Mestre em educação Física e pesquisador do Laboratório de Performance no Esporte na USP, integrou as seleções do Chile e Qatar e ministrou diversas clínicas e cursos de Futsal pelo mundo, inclusive para THE FA (Federação Inglesa de Futebol) em 2014 e 2015. Foi técnico da base de Futebol de campo no Santos FC de 2013 a 2015 e do Palmeiras até 2016, quando foi convidado pelo Agleymina Hamamatsu, clube de primeira divisão do Futsal Japonês, para coordenar o time profissional e de base.

    logo ies gd bcIES - International Evaluation System
    Av. Rio Branco, 257 - Cj 902 - Centro
    200040-009 | Rio de Janeiro - RJ 

    Últimos Artigos no Blog

    24
    Set2019

    Nova parceira do IES, My Soccer Academy realiza primeiro evento de avaliação de desempenho utilizando a ferramenta

    O IES segue ganhando clientes e marcando presença em eventos de avaliação de desempenho de jovens at...

    19
    Set2019

    IES fecha mais uma parceria nos Estados Unidos

    O IES segue expandindo seus negócios pelo mundo, com foco no mercado dos Estados Unidos. O novo parc...

    O Aplicativo IES

    bt google store

    bt apple store

     

    © 2017 IES. Todos os direitos reservados.

    Busca no site