Fique por dentro das notícias do IES

    A relação entre avaliação e treinamento

    No post anterior (A importância da individualização do treinamento no futebol de base) foi abordada a importância do foco no treino individual nas equipes do futebol de base. E um dos pontos fundamentais para o sucesso nesse processo de aprimoramento individual é relacionar com muita eficiência a avaliação do desempenho com o processo de treinamento.

    Mas como funciona esta relação?

    Para detalhar esta relação vamos primeiro explicar a importância da avaliação no processo de desenvolvimento, na sequencia abordaremos o papel do treinamento e, por último, a relação entre avaliação e treinamento.

    Avaliação
    De modo geral, a avaliação pode ser definida como o processo de dar valor. No futebol ela consiste em valorar o desempenho apresentado, tanto em nível individual como coletivo. Em ambos é necessário modelar o objeto a ser avaliado em duas etapas: decomposição dos indicadores de análise; classificação do desempenho obtido.

    No processo de decomposição é necessário encontrar os pontos chave capazes de caracterização do fenômeno alvo, que no nosso caso é o desempenho individual dos jogadores. Não basta apenas avaliar se o jogador é bom ou ruim, é necessário fazer uma análise mais minuciosa para saber quais aspectos são relevantes que caracterizam se o jogador é bom ou ruim (como por exemplo, passe, chute e condução). Quanto mais detalhada e acertiva for a escolha dos indicadores mais preciso vai ser o diagnóstico do desempenho avaliado.

    Já a etapa de classificação consiste em escolher os critérios que vão nortear a avaliação dos indicadores de desempenho escolhidos. Na prática esta classificação pode ser obtida de três maneiras: quantificação do desempenho; avaliação subjetiva do desempenho observado; valoração do desempenho observado a partir de uma escala de notas e discriminação do desempenho.

    A quantificação é o método mais simples de avaliação. Ela é baseada na soma do resultado dos gestos técnicos e ações performados. Pode-se relacionar tanto com eficiência (precisão) ou com simples quantificação (número de passes certos dados em um determinado jogo). Já o método qualitativo se baseia na percepção do avaliador sobre o desempenho observado. Ele pode ser bem discriminativo, mas tende a apresentar um caráter muito subjetivo da avaliação. E, por último, a avaliação baseada em uma escala de valoração e discriminação do desempenho procura mesclas os dois métodos anteriores permitindo uma avaliação objetiva e bem discriminativa do desempenho avaliado.

    Independente do método selecionado, uma boa avaliação deve possibilitar a geração de informação do desempenho performado de uma maneira precisa para orientar o melhor meio de treinamento para o aperfeiçoamento do desempenho.

    Treinamento
    O treinamento pode ser definido como o processo de aquisição de habilidade ou competência de determinada tarefa. No futebol este termo é relacionado com os meios empregados para possibilitar a melhora no desempenho dos gestos motores e ações de jogo. Dentro destes meios é possível identificar três quesitos chave: repetição, complexidade e especificidade.

    A repetição está relacionada com a quantidade de experiência. Quanto maior for o número de repetições mais possibilidades o praticante vai ter de executar as tarefas, observar o seu resultado e planejar as correções que precisam ser feitas para ele aprimorar o seu desempenho nas tentativas subsequentes. Neste processo de vivência, não basta apenas repetir. É necessário repetir de maneira correta para automatizar os gestos técnicos e movimentos básicos realizados no jogo. Um ponto interessante no futebol é que pela complexidade e imprevisibilidade do jogo os formatos mais específicos a pratica tendem a diminuir a concentração do número de repetições da habilidade ou situação alvos performados no exercício.

    A complexidade está relacionada com o número de fatores envolvidos para realização da tarefa (distância para alcançar o alvo, velocidade do gesto, combinação de habilidades e presença de oposição, por exemplo). Quanto mais fatores forem necessários para desempenhar a tarefa mais complexo será o exercício. Deste modo, os iniciantes vão vivenciar exercícios mais simples e os jogadores mais experientes e habilidosos situações mais complexas.

    E, por último, especificidade está relacionada com a reprodução do que realmente acontece no jogo. Pela natureza do futebol, quanto mais específico for o exercício mais imprevisível e complexo ele tende a ser. Basicamente um treinamento para ser específico precisa utilizar espaços, número de jogadores (companheiros de equipe e oponentes) e regras semelhantes ao jogo formal.

    Para um treinamento eficiente é necessário combinar estes fatores (repetição, complexidade e especificidade) para promover um ambiente em que o aprendiz pratique a tarefa proposta de uma maneira que consiga ter sucesso. Sendo que sucesso nesse caso é uma taxa de acerto grande mais não muito expressiva. Pois se o exercício for muito fácil vai provocar pouco desenvolvimento do jogador aprendiz.

    Diante deste fato surge a pergunta: qual que é a melhor maneira de saber qual é o exercício ideal para cada praticante?
    A resposta: conhecer de maneira bem detalhada como é o desempenho de seu atleta. E como fazer isso?
    Através de uma avaliação eficiente e precisa. Por isso que é fundamental a relação entre avaliação e treinamento dentro do processo de formação dos jogadores.

    Relação entre avaliação e treinamento
    Aqui chegamos ao ponto chave do nosso artigo. O processo para formação de um jogador de futebol é extremamente complexo, com muitas variáveis de desempenho e formas de preparação. Assim, quanto melhor for a caracterização do desempenho dos atletas mais informação será extraída para o planejamento de formato de exercícios adequados as necessidades mais recorrentes dos jovens jogadores aprendizes. Com ênfase na seleção dos pontos chave a serem desenvolvidos e os meios mais adequados para aprimora-los. Seguindo esta linha de raciocínio, a avaliação se torna o ponto norteador do planejamento dos treinamentos e quanto melhor for a relação entre avaliação e treinamento maior as chances do processo de formação ser potencializado.

    E é pensando nesta potencialização que nós, do IES, desenvolvemos uma ferramenta para diagnóstico de desempenho com recomendações de exercícios de acordo com o resultado da avaliação.
    Está curioso em saber como funciona? Acesse nosso site.

    Espero que tenha gostado do nosso artigo.
    Até o próximo post.
    Abraços


     

    logo ies gd bcIES - International Evaluation System
    Av. Rio Branco, 257 - Cj 902 - Centro
    200040-009 | Rio de Janeiro - RJ 

    Últimos Artigos no Blog

    08
    Abr2021

    A relação entre os aspectos comportamentais e o desempenho no futebol

    Os jogos e treinamentos do futebol exigem muito do psicológico dos jogadores. Neste ambiente eles pa...

    08
    Abr2021

    A relação entre condicionamento físico e desempenho no futebol

    No jogo de futebol os jogadores percorrem grandes distâncias ao longo dos 90 minutos de partida. Est...

    O Aplicativo IES

    bt google store

    bt apple store

     

    © 2017 IES. Todos os direitos reservados.

    Busca no site