Fique por dentro das notícias do IES

    Ciência do jogo reduzido: A influência da limitação do número de toques na bola sobre o desempenho nos jogos reduzidos

    No post de hoje vamos debater um artigo que investigou a influência da limitação do número de toques na bola sobre o desempenho dentro de um jogo reduzido. O artigo “Influence of limiting the number of ball touches on players’ tactical behaviour and network properties during football small-sided games” foi escrito por Rafael Brito E Sousa e colaboradores no “International Journal of Performance Analysis in Sport” no ano de 2019.
    24 03 01

    24 03 02No estudo 36 jogadores com média de 15 anos de idade de equipes de categoria de base do futebol brasileiro jogaram jogos reduzidos de 3 x 3 com um goleiro para cada equipe em duas situações: sem limitação no número de toques na bola para cada jogador e com limitação de dois toques na bola (regra muito utilizada nos treinamentos).
    24 03 03Figura extraída de Sousa e col. (2019).

    Na análise dos dados foram comparadas as ações (com bola e sem bola) e a distribuição dos jogadores no campo de jogo.

    Os resultados do estudo encontraram cinco pontos de diferença na regra com limitações no número de toques na bola: a) menor número de penetrações com bola; b) aumento do número de ações sem bola da equipe que ataca, principalmente na periferia do campo (aumento do espaço de ocupação dos atacantes); c) aumento o número de interações entre os companheiros de equipe (número de passes); d) aumento da proteção do corredor central pela equipe de defesa; e) melhora de desempenho da equipe que defende.

    Com relação à equipe que tem a posse da bola a limitação do número de toques estimulou maior número de passes e desmarcações sem bola pela necessidade de manter a posse de bola sem poder ficar segurando a bola, isso também diminuiu de maneira significativa as ações de penetração com a posse de bola. Além disso, foi notado que os jogadores se distribuíram mais no campo de jogo o que fez aumentar o espaço ocupado pela equipe que estava atacando.

    Já com relação à situação de defesa, a limitação de toques influenciou na forma de ocupação da equipe no campo de jogo (aumento da proteção do corredor central). Isto pode ter acontecido pela menor necessidade de roubar a bola do jogador com bola e ênfase na proteção das regiões com maior probabilidade de gol pela equipe adversária. Este tipo de comportamento somado às limitações impostas à forma de agir dos atacantes resultou em uma melhora de desempenho defensivo.

    Assim, é possível concluir que a limitação no número de toques na bola produziu mudanças significativas na dinâmica do jogo. Contudo, é importante destacar que estas mudanças são muito influenciadas pelo nível técnico dos jogadores. Com isso, é possível encontrar efeitos diferentes na dinâmica do jogo sobre jogadores de diferentes níveis de desempenho.

    Espero que tenham gostado do artigo.

    Até a próxima.


     

    logo ies gd bcIES - International Evaluation System
    Av. Rio Branco, 257 - Cj 902 - Centro
    200040-009 | Rio de Janeiro - RJ 

    Últimos Artigos no Blog

    08
    Abr2021

    A relação entre a tática e o desempenho no futebol

    A tática é um termo relacionado com a inteligência de jogo no meio do futebol. Nas modalidades espor...

    08
    Mar2021

    Ciência do jogo reduzido: A influência da limitação do número de toques na bola sobre o desempenho nos jogos reduzidos

    No post de hoje vamos debater um artigo que investigou a influência da limitação do número de toques...

    O Aplicativo IES

    bt google store

    bt apple store

     

    © 2017 IES. Todos os direitos reservados.

    Busca no site