Fique por dentro das notícias do IES

    O que futebol exige do atleta: como identificar um perfil de atleta no seu filho;

    Na grande maioria das vezes, quando um jovem tem o sonho de ser jogador de futebol, esse sonho se transforma em sonho coletivo da família. Nas próximas linhas vamos identificar exemplos de situações dentro e fora do Futebol para ilustrar a importância dessas 4 características para a carreira do seu filho: Paixão pelo esporte, Autoconfiança, Competitividade e Trabalho em equipe. Aconselhamos você, a já começar a identificar se seu filho apresenta essas características dentro e fora de campo. Ter essas qualidades naturais desde cedo são bons sinais que seu filho terá um caminho vitorioso pela frente. Seja dentro ou fora de campo.

    O primeiro e fundamental aspecto que a carreira desportiva exige é a Paixão pelo esporte. Na origem de tudo, o esporte é entretenimento, é lazer, é prazer. Garantir e verificar frequentemente o quão prazeroso ou custoso tem sido a prática desportiva para a criança é fundamental para o desenvolvimento dela em qualquer modalidade. Seufilho precisa estar jogando futebol porque é apaixonado por isso. Mas a CRIANÇA deve ser apaixonada, não somente os pais. Antes de vislumbrar uma carreira profissional é basal que se desenvolva uma motivação natural pelo prazer de competir e trabalhar em equipe em campo, desenvolvendo valores que a criança levará consigo para a vida adulta de qualquer maneira.

    “Se um atleta perde o amor pelo esporte, ele perde todo o entusiasmo, a vontade de vencer, a alegria de praticar aquilo e começa a se desanimar e fazer aquilo por obrigação, e tudo que fazemos apenas por obrigação, sem prazer, estamos fadados a ser infelizes ou fracassar naquilo.”
    (Milton Cruz, ex-jogador e treinador de futebol)

    Pensando no bem-estar da criança é imperativo falar também da Autoconfiança como fator diferencial na vida esportiva. Ao mesmo passo que a autoconfiança é exigida pelo futebol na tomada de decisões e enfrentamentos do jogo, ela é desenvolvida dentro do contexto de jogos, treinos, competições e demais experiências proporcionadas. Um jovem com larga vivência competitiva desportiva, invariavelmente, será um adulto com boa capacidade de tomada de decisão e segurança em função da promoção da autoconfiança na juventude. Sendo evidente a importancia do tema, cabe aos pais dos atletas o papel preponderante de saber usar o poder do feedback positivo e o crítico construtivo na estimulação do crescimento técnico, tático, psicológico e até físico da criança. E esse é um dos vieses que motivam o desenvolvimento desta série de conteúdos que vens acompanhando conosco: a melhora do entendimento básico dos pais pensando no auxílio na formação do seu jovem atleta.

    Um atleta apaixonado pelo futebol e autoconfiante em suas capacidades está apto para outra importante exigência do esporte: a Competitividade. É nesta seara que reside a força motriz da busca pelo desenvolvimento, pela melhora contínua, por apoio externo e a capacidade de autoaprendizagem. É pela competitividade, pela vontade de vencer e ser melhor a cada partida disputada ou treino realizado que a “régua” de exigência com o rendimento sobe. Como você pode perceber, cada item citado vai puxando e gerando demandas e ganhos nos demais. Um atleta apaixonado, autoconfiante e competitivo quer vencer e crecer no que se propoe. Sendo o futebol um desporto coletivo, a sede pela vitória vai gerar a necessidade de incentivar os seus colegas de equipe, vai desenvolver a liderança no atleta. A mesma liderança que você, pai, inspira em seu filho quando o apoia e suporta para a prática desportiva ou para manter os estudos em ordem pensando em seu futuro.

    E aproveitando o gancho anterior, fechamos este material falando sobre nosso quarto ponto de exigência no futebol, o Trabalho em equipe. Na iniciação esportiva talvez a equipe sejam cinco atletas, com a idade passando o futebol evolui para modelos de sete, oito até onze jogadores. Senso de coletividade, liderança e prontidão para o trabalho em equipe serão valências valiosíssimas para a vida profissional de seu filho qualquer área de atuação que ele venha a escolher além de ser atleta. O trabalho em equipe é um prazeroso legado que a vida desportiva dá ao atleta de futebol. Mas ninguém inicia um processo de alfabetização escrevendo textos e livros, tampouco aprende matemática resolvendo equações enormes. Como todo processo de aprendizagem, o trabalho em equipe começa no micro, pequeno e ganha complexidade com o tempo. O trabalho em equipe começa em casa, nas suas primeiras brincadeiras de bola com seu filho, na divisão de tarefas mesmo em brincadeiras, na cooperação no lar, pedindo ajuda ao seu pequeno atleta para carregar uma sacolinha de compras ou para desligar as luzes de um cômodo vazio. A primeira equipe da criança é a relação dela com seus pais no dia a dia e brincadeiras. E é por isso que estamos com você nessa: pensando em fazer da sua relação com seu filho e o futebol um elo gigante e robusto de desenvolvimento da paixão pelo esporte, autoconfiança, competitividade e trabalho em equipe.

    Felipe Kssesinski
    Consultor Esportivo


     

    logo ies gd bcIES - International Evaluation System
    Av. Rio Branco, 257 - Cj 902 - Centro
    200040-009 | Rio de Janeiro - RJ 

    Últimos Artigos no Blog

    09
    Mar2022

    Aprenda como organizar um treino em circuito. Segunda Parte

    Colocamos aqui alguns pontos que acreditamos importantes na hora de montar o circuito: 1 – Um profes...

    09
    Mar2022

    Aprenda como organizar um treino em circuito. Primeira Parte

    O treino em circuito foi desenvolvido para que o máximo de crianças ou atletas pudessem realizar dif...

    O Aplicativo IES

    bt google store

    bt apple store

     

    © 2017 IES. Todos os direitos reservados.

    Busca no site