A importância da coordenação dos movimentos sem a bola para a prática do futebol e futsal

    Os jogos de futebol e futsal exigem dos atletas a realização de movimentos complexos sem a bola que precisam ser executados de maneira rápida e eficiente. Em virtude disso, uma boa coordenação motora destes movimentos pode exercer muita influência sobre o desempenho geral dos jogadores, pois vai dar condição para realização de ações mais rápidas e equilibradas.

    Este texto visa aprofundar este tema a partir de três pontos: número de ações sem bola realizadas pelos jogadores na prática do futebol e futsal; influência da coordenação sobre a velocidade e equilíbrio nas situações decisivas do jogo; influência da coordenação sem bola sobre a coordenação das ações com bola.

    Não é novidade para ninguém que no futebol e futsal os jogadores ficam sem a posse da bola na maior parte do tempo (no futebol são 22 jogadores para uma bola e no futsal 10 jogadores). Este fato faz os jogadores realizarem a maioria das suas ações (e movimentos) sem a bola e cria uma “competição” entre eles para a conquista da mesma. Basicamente é possível “conquistar a bola” de duas maneiras: retomando a posse de bola do adversário ou recebendo a bola de um companheiro de equipe.

    Para retomar a posse de bola é necessário desarmar o seu adversário, interceptar um passe ou recuperar uma bola em disputa e para receber a bola do seu companheiro de equipe é um elemento facilitador estar longe do seu oponente, o que implica, em muitas ocasiões, em realizar desmarcações sem a bola. Em ambas as situações (tanto defensiva com ofensiva) a realização dos movimentos sem a bola se torna um facilitador para a “conquista” da bola no jogo. Na literatura já existem algumas evidências de correlacionam o número de ações com bola com a distância total percorrida durante o jogo. Deste modo, uma boa coordenação na realização dos movimentos sem bola pode ter influência sobre a maioria das ações efetuadas durante o jogo. Mas, apesar de estar presente na maioria das ações, uma boa coordenação pode ter influência sobre o desempenho nos momentos mais decisivos?

    O grande objetivo nos jogos de futebol e futsal é fazer o gol (e evitar que a equipe adversária faça). Para conseguir realizar este objetivo é necessário criar (evitar) condições para realização de uma finalização, principalmente nas regiões mais próximas ao gol (que apresentam maior probabilidade de êxito). Deste modo, a dinâmica do jogo fica pautada pela conquista (proteção) do espaço de maior chance (risco) para uma finalização bem sucedida.

    Nesse contexto o espaço do campo ganha uma classificação diferenciada com zonas de maior e menor importância. As zonas de maior importância vão receber maior proteção e quando o confronto se aproximar destas zonas chaves (os momentos decisivos dos jogos) vai existir a tendência de expressivo aumento da pressão temporal para realização das ações, ou seja, os duelos entre os atacantes e defensores vão ficar mais intensos. O vencedor do duelo vai ser quem conseguir criar ou bloquear o espaço primeiro. Para isso será necessário combinar os recursos disponíveis para tentativa de obtenção de êxito. Dentre estes recursos está a coordenação dos movimentos sem a bola, pois uma boa coordenação vai propiciar otimização da velocidade (altura) dos deslocamentos, além de equilíbrio para realização de mudanças bruscas de movimento inesperadas. Este domínio da coordenação amplia o poder de alcance de espaço (maior espaço em menos tempo) do jogador para realização de suas intenções aumentando a probabilidade de êxito sobre seu adversário.

    Outro ponto de destaque no domínio da coordenação dos movimentos sem a bola está relacionado com a transferência da coordenação para as ações com a bola, principalmente em relação aos movimentos com bola que apresentam padrões semelhantes aos sem bola, como a condução e o drible. Além deles, também é possível ter auxílio de desempenho nos gestos com bola realizados em condições não ideais (em desequilíbrio). A possível transferência para as ações de condução e drible decorre da utilização dos movimentos básicos sem a bola (corrida e mudança de direção) como suporte para as ações com bola. Mais especificamente, a velocidade de condução vai estar muito relacionada com a velocidade de corrida sem a bola e o sucesso do drible vai estar relacionado com o domínio da coordenação dos movimentos de mudança de direção. Já com relação às ações com bola realizadas em condições não ideias, o domínio da coordenação do corpo nos movimentos de mudanças de direção pode auxiliar no reposicionamento do corpo para otimizar o equilíbrio na realização de finalizações, controles e passes em que não é possível posicionar o corpo de maneira padrão para realização das ações.

    A partir destes três pontos de destaque, este texto teve a intenção de salientar a importância do treinamento e avaliação dos movimentos de coordenação sem a bola sobre o desempenho dos jogadores além de defender que o desenvolvimento dos aspectos coordenativos dos movimentos sem bola tenha um papel relevante na organização dos conteúdos a serem desenvolvidos no processo de formação dos jogadores.

    por Rene Drezner

    Graduado em Esporte pela Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo e Mestre na área de Esportes do programa de pós-graduação de Educação Física da Universidade de São Paulo, sendo o tema central de tese a “análise e modelagem do jogo no futebol”. Atualmente se prepara para o Doutorado. Foi Coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas de Futebol e Futsal (GEPEFFS) da Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo e na mesma instituição,membro do Grupo de Estudos do Desenvolvimento da Ação e, Intervenção Motora (GEDAIM).Além de sua alta capacitação acadêmica, traz a sua vivência profissional como analista de desempenho de equipes profissionais de futebol masculino de alto nível, preparador físico individual de jogadores de futebol profissional e coordenador de preparação física de equipes profissionais de futebol feminino de alto nível no Brasil, além de Técnico e preparador físico de equipes de categoria de base no futebol.

    logo ies gd bcIES - International Evaluation System
    Av. Rio Branco, 257 - Cj 902 - Centro
    200040-009 | Rio de Janeiro - RJ 

    Últimos Artigos no Blog

    24
    Set2019

    Nova parceira do IES, My Soccer Academy realiza primeiro evento de avaliação de desempenho utilizando a ferramenta

    O IES segue ganhando clientes e marcando presença em eventos de avaliação de desempenho de jovens at...

    19
    Set2019

    IES fecha mais uma parceria nos Estados Unidos

    O IES segue expandindo seus negócios pelo mundo, com foco no mercado dos Estados Unidos. O novo parc...

    O Aplicativo IES

    bt google store

    bt apple store

     

    © 2017 IES. Todos os direitos reservados.

    Busca no site